Liga das Nações

A UEFA aprovou oficialmente esta quarta-feira o formato da Liga das Nações, uma prova que arranca a 6 de setembro de 2018 e que será uma espécie de Champions de seleções.

As 55 federações-membro irão participar, sendo as equipas divididas em quatro ligas: A, B, C e D. As 12 seleções mais bem classificadas no ranking de seleções UEFA em outubro deste ano (onde estará Portugal) ocupam a liga A, as 12 seguintes irão para a liga B, as 15 seguintes na C e as restantes 16 na D. 

As ligas A e B serão depois divididas em quatro grupos de três seleções. Jogarão todas entre si, em casa e fora, entre setembro e novembro de 2018. Os vencedores de cada grupo classificam-se para a fase final da Liga das Nações da UEFA, que se disputará em junho de 2019, com duas meias-finais, jogo de terceiro e quarto lugares e final. O país anfitrião será definido em dezembro de 2018.

Os vencedores dos grupos das ligas B, C e D subirão à liga imediatamente acima, enquanto os últimos de cada grupo das ligas A, B e C serão despromovidos. O sorteio está marcado para 24 de janeiro, em Lausanne.

Mexidas no Euro'2020
Esta nova competição irá também mexer no apuramento para o Euro'2020, que será disputado em 13 países diferentes, ainda que mantendo as 24 equipas já utilizadas no França'2016. A fase de qualificação irá começar apenas no mês de março seguinte a um grande torneio (neste caso, o Mundial'2018), e não logo em setembro.

As 55 seleções serão divididas em 10 grupos de cinco ou seis. As duas primeiras de cada grupo terão lugar garantido no Europeu. As outras quatro vagas serão encontradas através de playoff disputado pelos vencedores de cada um dos grupos da Liga das Nações, sendo que cada liga terá um caminho próprio - isto é, haverá um vencedor do playoff nas ligas A, B, C e D.

Caso um dos vencedores dos grupos da Liga das Nações já tiver assegurado lugar no Euro'2020 através da fase qualificação, essa vaga será atribuída à equipa que terminou na 2.ª posição e assim sucessivamente. Se uma Liga não tiver, pelo menos, quatro equipas a competir neste playoff, as vagas restantes serão atribuídas a equipas de outra ligas, de acordo com o ranking da Liga das Nações.

Autor: Sérgio Krithinas
Read More

UEFA pede taxa de luxo, restrições às comissões e reformas ao mercado

O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, propôs, esta quarta-feira, no Congresso do organismo que lidera, várias medidas para manter a "magia do futebol".

No congresso que teve lugar em Genebra, na Suíça, o dirigente máximo do organismo que rege o futebol europeu declarou que deve ser feito o máximo esforço para impedir que as diferenças entre os maiores e os mais pequenos não se tornem insuperáveis.

Ceferin apelou às legislações europeias e nacionais para que façam um esforço no sentido de tornar o futebol europeu mais justo e mais bem regulado, assim como para melhorar a ética e solidariedade desportivas, propondo a criação de várias medidas:

"Tectos salariais, taxa de luxo, limites nos plantéis, a evolução do 'fair play' financeiro, reformas no sistema de transferências, a criação de uma Câmara de Compensação para controlar o fluxo de dinheiro, restrições às comissões pagas aos agentes dos jogadores, a introdução de uma taxa de solidariedade nas transferências que seria usada para apoiar o futebol amador e feminino, limites de empréstimos, proibição de propriedade cruzada de clubes, o fortalecimento da regra dos jogadores formados localmente."

"Estamos abertos a todas e quaisquer reformas que sirvam os melhores interesses do futebol", afirmou o dirigente esloveno. "Somos criativos e dedicados e estamos apenas à espera da 'luz verde' daqueles que criticam publicamente a situação actual, mas que ainda não nos permitiram que a corrijamos."

Ceferin congratulou-se, ainda, com o facto de ter sido "restabelecido o diálogo" com os "vários parceiros" da UEFA e "reconstituído o espírito de confiança", que considera "vital para todo o processo significativo" do futebol, rumo a "uma nova era de profissionalismo e transparência".
Read More

Lorde Manuel Galrinho Bento

Como uma fotografia pode transmitir tão bem o que representava este jogador:


Read More

Benfica: vamos a contas!

Tanto para falar e par ler... De imediato, e ainda a quente, tiro quatro grandes conclusões:
  1. É um relatório que mostra um clube saudável e forte financeiramente - notável o activo ter ultrapassado os 500M€;
  2. O lucro está apenas e só a ser convertido muito parcialmente no abatimento do passivo;
  3. O enorme peso das comissões nas transferências dos jogadores. Os milhões da tetra que tanto se fala
  4. Dependência grande do sucesso desportivo. Um ano sem Champions e sem vendas será uma tragédia!
Mas tire cada um as suas conclusões:

«O exercício de 2016/17 permitiu ao Benfica fazer quase 123 milhões de euros com venda de jogadores. No entanto, o resultado com direitos de jogadores é menos de metade desse valor.

Como se pode ler na quarta e última página do relatório enviado à CMVM, o Benfica registou um total de 122,995 milhões de euros em rendimentos transações de direitos de atletas, um aumento de 41 milhões em relação à época anterior.

No entanto, mais de metade desse valor 'perdeu-se' em dois itens: amortizações e perdas de imparidade de direitos de atletas do plantel atual (43,728 M€) e gastos com transações (20,333 M€), que são constituídos sobretudo por comissões. Contas feitas, o resultado com transferências de jogadores foi de 58,934 milhões de euros, ainda assim quase o dobro do registado no ano anterior (30,113 M€).

Em 2016/17, o Benfica transferiu, entre outros, Gonçalo Guedes, Hélder Costa, Ederson e Lindelöf (as vendas de Nélson Semedo e de Mitroglou não estão incluídas neste exercício).

Passivo/activo
A SAD do Benfica anunciou esta terça-feira uma redução do passivo em 17,2 milhões de euros. O valor, que se situava, no exercício anterior, nos 455,5 milhões, passou agora para os 438,3. Trata-se de uma descida de 3,83 por cento, segundo o comunicado divulgado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Quanto ao ativo, situa-se agora nos 506 milhões de euros, tendo registado, portanto, uma subida. No exercício de 2015/16, o ativo era de 476,4 milhões de euros.

Salários
No comunicado enviado pelo Benfica à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), constata-se que em 2016/17 a SAD encarnada registou um forte aumento nos gastos com pessoal (onde se incluem itens como salários), superior a 13 milhões - passou dos 61.456 para os 74.697 milhões.

No que respeita à rúbrica 'Rendimentos e ganhos operacionais', nota para o ligeiro aumento nos ganhos com os direitos de TV - 68.590 para 70.721 - e também em bilheteira - 22.051 para 24.405 milhões.

Principais pontos expostos no comunicado à CMVM:

- "O resultado líquido ultrapassa os 44,5 milhões de euros, o que equivale a um crescimento de 118,4% face ao exercício transato, no qual já tinha atingido resultados positivos no valor de 20,4 milhões de euros, correspondendo ao quarto exercício consecutivo em que a Benfica SAD apresenta lucros;"

- "Os rendimentos totais (incluindo transações de direitos de atletas) atingem os 253,5 milhões de euros, o que representa um aumento de 19,7% face ao período homólogo e ultrapassa a barreira dos 250 milhões de euros, sendo esta evolução principalmente explicada pelo crescimento dos rendimentos com transações de direitos de atletas e das receitas de televisão."

- "Os capitais próprios consolidados da Benfica SAD apresentam um saldo de 67,7 milhões de euros e os capitais próprios individuais ascendem a 70,3 milhões de euros, o que significa que em ambos os casos superam os 57,5 milhões de euros, que corresponde a 50% do capital social da Sociedade;

- "O ativo consolidado da Benfica SAD ascende a 506,1 milhões de euros, o que significa que atinge valores históricos ao ultrapassar, pela primeira vez, a barreira dos 500 milhões de euros, facto inédito no panorama do futebol português;"

- "O decréscimo do passivo ultrapassa os 17,1 milhões de euros, o que corresponde a uma variação de 3,8%, sendo essencialmente justificado pela diminuição do passivo remunerado, designadamente dos empréstimos obtidos"

- "No âmbito desta restruturação, a dívida bancária regista uma forte redução pelo segundo ano consecutivo, no montante de 88,9 milhões de euros (2015/2016: 49,7 milhões de euros), tendo sido parcialmente compensada pelo incremento do valor dos empréstimos obrigacionistas por subscrição pública em 59,3 milhões de euros;"

Fonte: record.pt
Read More

Abel garante Braga a meio gás amanhã na Luz

Abel Ferreira, treinador do SC Braga, reconheceu que vai fazer uma gestão do plantel e fazer cinco alterações na equipa que venceu o V. Guimarães.

"Rotação da equipa? Não vejo as coisas dessa forma. Na nossa cabeça há um plano. No último jogo, com o V. Guimarães estávamos em igualdade de circunstâncias porque o tempo de preparação era o mesmo. Vamos apresentar uma equipa competitiva, responsável, exigente, sabendo que a máxima é vencer sempre, independentemente do adversário. É essa a nossa responsabilidade".

Convidado a comentar o momento do Benfica, Abel Ferreira elogiou o adversário e espera uma entrada forte do Benfica.

"O nosso adversário tem um grande plantel, de campeões e um grande treinador, também ele campeão e que continua a valorizar jogadores mais jovens. O Benfica é uma grande instituição com recursos enormes. Eles vão entrar fortes, já avisei os meus jogadores (...)Temos de nos manter alerta. Não sei se vou ganhar, mas o que eu quero, acima de tudo, é que os meus jogadores tenham a coragem e a confiança para desafiar um grande adversário".

Confrontado com a polémica arbitragem no jogo com o Benfica da primeira jornada do campeonato, também na Luz, Abel Ferreira preferiu fugir ao assunto.

"Esta é uma modalidade que dá emprego a muita gente. Sou um colibri que vai com uma gota de água para apagar o fogo da floresta, mas vou continuar a fazê-lo", disse.

O técnico confirmou ainda a titularidade de André Moreira e Ricardo Ferreira

"Vão ser os dois titulares. Já tinha avisado o André [Moreira] que ia jogar este jogo. Disse-lhe depois da partida com o Boavista, para a Taça da Liga. Quis prepará-lo atempadamente para este desafio. Quantas mudanças no onze? Vou fazer cinco...".

O Benfica recebe esta quarta-feira o SC Braga para a Taça da Liga.
Read More

Guerra no balneário do PSG

Depois de Neymar e Cavani se terem pegado no relvado na última partida do PSG na sequência de disputas na marcação de um penalti e de um livre, a situação terá descambado no balneário, com os dois jogadores quase a chegarem a vias de facto.

É o francês L´Équipe que dá conta dessa situação. O jornal adianta que houve muita tensão no balneário após a partida com o Lyon e os dois jogadores só não se agrediram porque houve a intervenção de alguns colegas de equipa, como Thiago Silva e Marquinhos. Tudo se passou depois do dianteiro uruguaio ter confrontado o brasileiro sobre as situações que ocorreram dentro de campo.

O L´Équipe relatou ainda que o dianteiro francês saiu apressado do estádio após o final da partida.

O diário analisou a situação e avança que uma das razões para o desentendimento será a existência de um bónus salarial. É que se o dianteiro uruguaio for o melhor marcador da Ligue 1 tem direito a um milhão de euros de prémio.
Read More

O local onde os sócios são soberanos

Esta vai ser das concorridas...: «

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 

CONVOCATÓRIA 

Nos termos da lei e dos Estatutos, são convocados os senhores associados para reunirem em Assembleia Geral Ordinária no próximo dia 29 de Setembro de 2017, pelas 20.30 horas, Pavilhão nº 2 do Parque Desportivo do Clube, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto Único: Apreciar e votar o relatório de gestão e as contas do exercício de 2016/2017, bem como o parecer do Conselho Fiscal. 

Nos termos do disposto no nº 1 artigo 37º dos Estatutos, informam-se os senhores associados que o Relatório estará disponível para consulta no site do Clube www.slbenfica.pt e na Secretaria Geral, durante as horas de expediente (9.30-12.30 e 14.30-17.30), a partir do dia 21 do corrente mês. 

Dado que, nos termos do nº 3 do artigo 56º dos Estatutos, a Assembleia Geral só pode funcionar em primeira convocação, com a presença da maioria dos associados e, em segunda convocação, com qualquer número deles, fica desde já convocada a Assembleia Geral para, se for o caso, reunir em Segunda Convocação meia hora mais tarde, isto é, às 21 horas, no mesmo local e com a mesma Ordem de Trabalhos. 

A participação e o exercício do direito de voto na Assembleia Geral deverão observar os requisitos estabelecidos na lei e nos Estatutos, sendo admitidos a presenciar os trabalhos todos aqueles que tenham sido admitidos como associados até à data da publicação desta convocatória, mesmo os que não tenham direito de voto, devendo todos os associados apresentar o cartão de sócio, devidamente atualizado, com o comprovativo do pagamento da quota de, pelo menos, o mês de julho de 2017. 

Lisboa, 11 de Setembro de 2017 

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral»
Read More

"Em crise estão o Sporting e o FC Porto"

“Não vejo crise no SLB, vejo mau momento. Em crise estão o Sporting e o FC Porto que não são campeões há vários anos. Não perdi a confiança em Rui Vitória. O Benfica fez um mau jogo com Portimonense, mas mereceu ganhar, teve jogo ingrato com CSKA e mau jogo com o Boavista, no qual desligou o interruptor na 2ª parte”. António Figueiredo

Também é verdade... E, se não ganhar o Benfica, só um pode ganhar... 


Read More

O Benfica ainda não marcou nenhum golo de bola parada

Nesta temporada... Sem dúvida, que deve preocupar a equipa técnica encarnada pois, hoje em dia, os cantos, livres e lançamentos têm um peso muito importante, cerca de 40%, nos golos de uma equipa grande. Nem vale a pena ir muito longe, os nossos rivais directos abriram o marcador nos seus jogos  desta ronda de bola parada. E já há muito tempo que não se visualiza qualquer treino do SLB neste aspecto importante. Chega a ser enervante a ineficácia da formação de Rui Vitória nesta área do jogo. Nesta temporada, são já 8 partidas... O SCP já marcou 4 nestes lances e o FCP 3, sem penalties.

Não contei com os penalties, que não exigem grande trabalho de casa, e com o 1º golo do Benfica ao Belenenses pois, apesar de ter sido de livre indirecto, foi claramente um erro monumental da defesa que deixou Jonas e mais meia equipa encarnada sozinha...


Read More

10 pontos!

Está consumado o arranque fulgurante dos eternos rivais do Benfica, só vitórias, e os 5 pontos de vantagem face ao tetra campeão. Com 6 jogos apenas não deixa de ser uma monumental surpresa!

Benfica muito perto de bater no fundo e a jogar em brasas nas próximas partidas! Não está fora da corrida mas não pode escorregar mais. Tolerância zero!


Read More

Crime lesa-Benfica

Volto à última frase do meu post: "o que me custa mais era que isto era tão fácil de evitar" mas acrescento: como é possível a estrutura ter decidido que não era ano para investir?

1) ano de penta! Logicamente é uma oportunidade única e que só muito muito raramente se repete!

2) o all-in dos rivais! É claro que foi época de tudo ou nada quer em Sporting ou FC Porto. Também muito raro, não me lembro de os dois estarem nesta posição, e por isso mesmo uma oportunidade dourada de os derrotar em conjunto. Reparem que o FCP já quase não tem finanças para encher o banco de suplentes na Champions... Estavam nas cordas!

3) O 3º lugar não irá à Liga dos Campeões da próxima temporada! Há muita gente que ainda não ligou esta luz mas está lá e é decisiva!

São 3 pontos fundamentais, claros e evidentes. É esta visão estratégica que é pedida ao Presidente! Não consigo entender, com isto em cima da mesa em Junho, como a estrutura decidiu que era ano para desinvestir? Já dou por mim a pensar, no meio deste culto de adoração que o Vieirismo virou no Benfica: será que alguém falou disto? Será que isto foi tema de debate?


Estamos muito cedo no campeonato, o Benfica não está fora do título! Mas, dou por mim a pensar: será que era mesmo o melhor que os rivais voltassem a entregar numa bandeja de ouro o título ao SLB? Como aconteceu nas últimas duas épocas? Esta forma de gerir o Benfica está errada como tão bem está escrito neste post do Geração Benfica - http://geracaobenfica.blogspot.com/2017/09/culpar-os-jogadores-e-o-caminho-mais.html

É urgente uma oposição a Vieira, não com o objectivo primário de o tirar de lá, mas para ele se ter de explicar e conseguir gerir uma entidade que não é dele! O Benfica é dos sócios! Deve haver 1% dos sócios que se preocupam mais com os resultados financeiros do que com o resultado do jogo. Então por que razão o Presidente pode fazer isto sem legitimidade dos eleitores? 

Um clube saudável tem de ser muito mais do que votar no Presidente, é preciso militância e espaço de diálogo com todos os pontos de vista. É preciso acompanhamento constante e tem de ser o clube a fornecer esse espaço aos seus sócios. Não são os sócios que se têm de impor! O clube é deles e serve-os a eles. Não sou eu, com as minhas cotas pagas, que tenho de servir ou adorar o Presidente! É ele que tem de fazer isso, com total humildade, aos sócios do Sport Lisboa e Benfica! Ou explica o buraco financeiro, que ninguém vê, que o levou a seguir esta estratégia ou terá, pelo menos para mim, o lugar em risco.
O que aconteceu nesta pré-época é um crime lesa Benfica! Não há resultado desportivo que consiga apagar isso!

Read More

O Rafa custou quase 20 Milhões!!!!

Derrotados e incompetentes! Momento muito difícil no Benfica com muitos problemas e muita gente que não está a fazer o seu trabalho bem! Prefiro não escrever muito hoje pois estou como o clube, derrotado...

Agora, se há algum assunto que, para mim, simboliza tudo o que está mal no Benfica é o Rafa ter custado cerca de 20M€ e não conseguir marcar golos na pequena área! Negociatas, falta de visão estratégica, falta de exigência e um rumo claro, que começou a ser desenhado logo no final da temporada passada: a todo o gás, directos ao iceberg! E era tão fácil para a estrutura que está 10 anos à frente da concorrência ler os sinais!
É mesmo isso que me custa mais: isto tinha sido evitado tão facilmente!


Read More

Os emprestados na Liga escondem relações perigosas

Uma opinião sobre um assunto importante... Quando os clubes pequenos querem falar de competitividade devem é falar disto e não da diferença de orçamento que sempre, sempre houve:

«É a décima nona equipa da Liga Portuguesa e parte fulcral no atual quadro competitivo do futebol profissional em Portugal. Para esta época, os ‘grandes’ emprestaram 26 atletas aos outros clubes do mesmo campeonato, garantindo assim que as equipas a quem emprestam ficam mais fracas nos duelos diretos (porque os emprestados não podem defrontar o clube de origem, ao contrário do que acontece em competições como a Liga dos Campeões ou Liga Europa) e que os mesmos emblemas fiquem mais fortes perante os rivais. A regra dos empréstimos é clara (cada clube pode receber, no máximo, três jogadores emprestados por emblema) mas a norma já foi ultrapassada com as contratações a custo zero de atletas (provenientes dos ‘grandes’) mas com cláusula de recompra, o que basicamente faz com que existam jogadores com uma espécie de empréstimos de longa duração. 

Tudo estaria correto se o objetivo dos empréstimos passasse apenas pelo desenvolvimento dos atletas e equilíbrio da competitividade na Liga. No entanto, os empréstimos têm um lado menos claro que ajuda a explicar o enorme fosso dos ‘grandes’ para os outros e, consequentemente, a dependência dos ‘pequenos’ para ‘águias’, dragões’ e ‘leões’.

Desvirtuamento da verdade desportiva
“A propagação desta questão dos empréstimos pode levar a um desvirtuamento da verdade desportiva”, realça Rui Pedro Braz em entrevista ao Jornal Económico. O comentador desportivo defende que, em virtude do que está previsto nas regras de empréstimos, “há aqui um claro desequilíbrio do quadro competitivo”. Para Rui Pedro Braz existe uma questão que está no cerne desta temática: “Porque é que, por norma, os regulamentos protegem os clubes grandes? Porque por norma são os clubes grandes que conseguem fazer passar as suas ideias em Assembleias Gerais da Liga nas actualizações de regulamentos. Porque conseguem juntar aliados em torno das propostas que apresentam e isso só é possível por via da questão dos empréstimos”. No entanto, os empréstimos entre clubes da Liga Portuguesa são fundamentais para esbater o desequilíbrio de forças: “Se não fossem os jogadores emprestados pelos clubes ‘grandes’ aos mais ‘pequenos’, os clubes da principal Liga portuguesa não tinham capacidade para ter plantéis competitivos porque há um desequilíbrio de forças muito grande no futebol português e uma dependência também de grande dimensão relativamente aos ditos ‘grandes’”, defende o comentador desportivo. E essa dependência não passa apenas pelos emprestados mas também pelas receitas que os mais ‘pequenos’ garantem quando recebem a visita dos três ‘grandes’.

E perante o limite colocado na lei dos empréstimos, os ‘grandes’ trataram de explorar as lacunas da lei aumentando assim o contingente de jogadores em equipas com menos argumentos competitivos: cede-se um atleta a título definitivo e o clube de origem fica com 50% dos direitos económicos garantindo uma cláusula de recompra simbólica. “Se isto continuar a acontecer, corremos o risco de ter várias equipas da Liga com seis, sete, oito jogadores, dez jogadores emprestados pelos grandes”, assegura Rui Pedro Braz. O comentador desportivo considera que “esta é das situações mais urgentes para regulamentar, isto tem implicações económicas, desportivas, legais e tem implicações em termos do que é a progressão da carreira de um jogador”.
No meio da teia de interesses que envolve as relações dos clubes da Liga Portuguesa, e no que se relaciona com os empréstimos, há um aspeto que é raramente acautelado e que deveria ser, para todos os efeitos, o primeiro objetivo quando um atleta é emprestado: o desenvolvimento do próprio jogador. “Muitas vezes”, sublinha Rui Pedro Braz, “o jogador não tem uma palavra a dizer sobre estas movimentações e o atleta acaba por aceitar porque não quer entrar em choque com a entidade patronal ou criar problemas que possam chocar com a sua progressão de carreira”.

Votos na Liga: Uns contra os outros
No turbulento ambiente do futebol português, aceita-se que existam clubes que, em virtude dos empréstimos, votem ao lado do clube que lhes empresta jogadores? Para Rui Pedro Braz, essa situação “cria uma ideia que a competição, em vez de serem todos contra todos, são uns contra os outros, uma situação em que uns ajudam a assegurar a manutenção de outros ou a garantir o título. Isso não é saudável”. E a ‘salubridade’ das relações entre clubes no futebol português diz muito daquele que é o enorme distanciamento para competições que já perceberam que o futebol só pode sobreviver enquanto modelo de negócio sustentável e que ajude a equilibrar, de forma saudável, a rentabilidade dos clubes mais ‘pequenos’. “O futebol português está a caminhar para um rumo muito perigoso porque os dirigentes não têm cultura desportiva suficiente, não têm ‘know-how’ do negócio, não têm distanciamento suficiente para se puderem sentar à mesa e discutir os verdadeiros problemas do futebol de forma que esta modalidade possa evoluir de uma forma positiva para todos enquanto negócio”, recorda o comentador desportivo.

“Cada um quer ganhar a todo o custo”
Em Inglaterra, exemplo máximo do futebol negócio traduzido em futebol espetáculo (e onde, importa recordar, não é possível o empréstimo de jogadores a emblemas do mesmo escalão), os clubes pararam para pensar, como recorda Rui Pedro Braz em entrevista ao Jornal Económico: “Estava-se a chegar a um ponto de rutura na liga inglesa (os clubes ingleses estavam a perder peso na Europa) e de repente, criou-se a Premier League porque todos se sentaram para trabalhar de forma criar uma marca, um futebol negócio, e caminhou-se na direcção do que é hoje uma das melhores Ligas do mundo”.

E em Portugal, é possível equacionar alguma mudança para os próximos anos? O comentador desportivo e jornalista não vê forma disso acontecer, pelo menos com o atual quadro de dirigentes do futebol português: “Em Portugal, estão todos fechados sobre si próprios, cada um quer ganhar a todo o custo sem querer saber o rumo que o futebol português está a seguir. E isso é grave. Os dirigentes não têm qualquer problema em matar o negócio desde que a sua marca floresça e o seu clube atinja resultados desportivos. Mas há que perceber uma coisa: ninguém joga sozinho! Existe um fosso cada vez maior entre os três grandes e os outros e se esse fosso atingir uma dimensão esmagadora, os clubes mais pequenos vão fechar portas porque não têm hipóteses de continuar a suportar os custos que o futebol profissional tem hoje em dia. Hoje praticam-se salários milionários nos clubes grandes e existia um grande amadorismo nos ‘grandes’. Portanto, o fosso que existia era de dimensão desportiva e não um fosso de dimensão financeira como aquele que existe hoje. Caminhamos para um monopólio e qualquer dia temos os três grandes a jogar entre si”.»

Read More

Rui Costa não vai a lado nenhum

Notícia ridículo de O Jogo que só faz sentido numa óptica de tentar causar críticas dos adeptos e manifestações contra a actual estrutura encarnada. Mesmo que tenha havido algum problema, que duvido muito, Luís Filipe Vieira nunca iria deixar Rui Costa sair agora, pois neste momento o líder do Benfica sente-se algo frágil e o maestro dá muito jeito para ter na fotografia.

Portanto, amigos benfiquistas, notícias destas só mesmo para embrulhar peixe frito! O Jogo sempre foi o jornal não oficial do FC Porto, aliás muito mais do que A Bola do Benfica.


Read More

Rui Vitória confiante

Palavras certas... Como quase sempre!

"Vamos a factos. Já houve uma Supertaça ganha, jogos difíceis também ganhos.. Não sou nada de comparações, mas estávamos com os mesmos 13 pontos no ano passado nesta altura e tínhamos 11 golos marcados e quatro sofridos. Este ano, temos os mesmos 13 pontos, 12 golos marcados e 3 sofridos. Tínhamos empatado com o V. Setúbal em casa, este ano perdemos dois pontos com o Rio Ave fora. Alguma vez disse que os campeonatos são fáceis? É uma passadeira para qualquer dos clubes? Há dois anos, disputámos o campeonato com duas equipas, o FC Porto foi ficando para trás e foi o Sporting que disputou connosco. No ano passado, o FC Porto disputou connosco até perto da última jornada. Alguém imagina que este ano seja diferente? É difícil para nós, difícil para os outros. A única coisa que há, é que há Liga dos Campeões. No ano passado tínhamos um ponto e agora temos zero. É outra competição. As coisas são mesmo assim", disse Rui Vitória sobre o momento da equipa na véspera da deslocação ao Estádio do Bessa.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo do próximo sábado com o Boavista, Rui Vitória foi questionado sobre a ausência de Samaris no jogo da Liga dos Campeões frente ao CSKA, e se tem alternativas no plantel do Benfica para jogar na posição de Fejsa.

"O Samaris esteve quatro jogos de fora, não competiu numa fase inicial e não jogou neste, com o CSKA. O Filipe Augusto tem jogado mais. O que posso dizer é que estas análises são factuais. Na minha vida sou uma pessoa sensível, mas não funciono só por sensações: os dados objetivos é que me orientam. É com base nisso que vêm as escolhas dos treinadores. Os jogadores têm dado conta do recado", começou por dizer Rui Vitória sobre as alternativas a Fejsa no meio-campo.

"Se não houvesse lesões ou castigos, estaríamos todos disponíveis. As trocas têm de acontecer por causa dessas coisas. Quanto ao Filipe, foi o jogador que mais correu em campo frente ao CSKA, o segundo que mais passou, o que mais passes fez para a frente, que ganhou mais duelos, com uma série de indicadores positivos", acrescentou o técnico do Benfica sobre as recentes prestações de Filipe Augusto no meio-campo encarnado.

Em relação às saídas no sector defensivo, e se essas mudanças têm tido alguma influência no rendimento da equipa do Benfica, Rui Vitória recordou que no ano passado teve de lidar com as saídas de jogadores importantes, e frisou que independentemente das ausências 'os processos são semelhantes'.

"No ano passado estávamos a falar sobre quem ia substituir o Renato Sanches e o Gaitán e encontrou-se. Claro que houve alterações e que saíram jogadores de grande qualidade. Se houvesse muitos jogadores como o Nélson Semedo e como o Ederson eles não os vinham buscar aqui. O André Almeida e o Jardel foram dos jogadores mais importantes na conquista do tri-campeonato há dois anos. Pode haver um jogo ou outro que corre pior, pode demorar um pouco mais a afinar processos, mas tudo vai ficar no ponto. Temos de fazer nuances, mas não temos de alterar processos radicalmente, o André não é o Nélson, mas os processos são semelhantes", sentenciou Rui Vitória sobre o assunto.

Raúl Jimenez é, por norma, o jogador que Rui Vitória tira do banco quando precisa de golos no final de cada jogo. Mas, na antevisão ao jogo com o Boavista, o técnico encarnado referiu que não vê o mexicano como suplente.

«Vejo o Raúl como um jogador muito importante, quer jogue ou não», começou por dizer, justificando: «Começou a época mais tarde por causa das seleções e o Seferovic chegou no início da pré-época e ganhou essa vantagem, no ano passado chegou lesionado da seleção e os nossos avançados estavam a marcar golos.»

«A vida dos jogadores é isto. É uma questão de timing. Quando tiver a sua oportunidade vai mostrar e vai marcar golos», acrescentou.

Quanto aos golos, no geral, o técnico referiu que a equipa está a cumprir, mas que espera que concretize mais com o passar do tempo: «Uma coisa é fazer golos outra é fluidez. Com estes jogadores a qualquer momento a eficácia sobe. E subindo a eficácia mais golos marcaremos.»



Read More

Luta pelo título ao rubro

Ora, agora, algo diferente:

«O jogo entre a União Desportiva do Songo e o Costa do Sol, primeiro e segundo classificado do campeonato de futebol de Moçambique, vai centrar atenções este fim de semana, quando faltam quatro jornadas para terminar a prova.

União Desportiva do Songo

A União Desportiva do Songo recebe, no interior do país, província de Tete, a equipa do Costa do Sol, oriunda da capital.

O líder tem 56 pontos e uma vantagem de cinco sobre o adversário, suficiente para o segundo classificado ainda alimentar a esperança de ser campeão.

O Costa do Sol é a única equipa que ainda pode desafiar a formação do Songo, já que o terceiro, Ferroviário de Nacala, soma 43 pontos - ou seja, com os 12 pontos ainda em disputa, o melhor que pode conseguir é o segundo lugar.»

Read More

Nuno Gomes será sempre um de nós

Uma mensagem de agradecimento para o trabalho e dedicação de Nuno Gomes ao projecto que agora abandona tendo a certeza que, tal e qual como era como jogador, deu o seu melhor em prol do SLB.


Se já nas relações de amizade e amor há tantos mal entendidos na vida empresarial os problemas são sempre maiores. Portanto, não contem comigo para andar a alimentar telenovelas. 
Read More

Braga dá bofetada no orgulho alemão

Fantástica vitória do SC Braga na Alemanha em casa da equipa sensação da última temporada e que no último fim de semana tinha batido o colosso Bayern Munique. O Hoffenheim ainda esteve em vantagem mas achou que já estava ganho e deu-se mal e deu-se mal com estes bravos guerreiros do Minho...

Vencer em terras germânicas é um feito épico, muito poucas vezes logrado, mas que sabe tão bem a qualquer português. São agora 8 as vitórias lusas em solo alemão:

1972 Fabril Barreiro (CUF)
1988 Belenenses
1994 FC Porto
2000 FC Porto
2006 FC Porto
2011 Benfica
2013 Benfica
2017 SC Braga
Read More

Presidente da UEFA define Fair-Play financeiro como prioridade

Interessante... Vamos ver se são só palavras... 

O presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin, disse esta quinta-feira, dia em que cumpre um ano de mandato, que a prioridade do organismo continuará a ser o ‘fair-play’ financeiro e o crescimento do futebol feminino.

O esloveno apontou ainda, numa entrevista ao sítio oficial do organismo de cúpula do futebol europeu, que tem orgulho nas reformas levadas a cabo para conseguir uma UEFA “mais forte e transparente”.

Como momento mais difícil, Ceferin elegeu a final da Liga Europa, vencida pelo Manchester United, de José Mourinho, ao Ajax (2-0), em Estocolmo, na sequência de um atentado em Manchester, durante um concerto da norte-americana Ariana Grande, que matou 22 pessoas.
“Foi muito difícil organizar e jogar um encontro de futebol nesse momento. Os nossos pensamentos, e o dos jogadores, estavam com as vítimas e os familiares, mas no final todos concordámos que era nosso dever demonstrar ao mundo que não nos rendemos”, apontou.

Ceferin derrotou o holandês Michel van Praag nas eleições em 2016, por 42 votos contra 13, e destacou “o apoio constante” e a confiança depositada pelas federações.
“O meu primeiro ano de presidência é uma experiência única e incrível, e estou encantado de poder ter um papel maior no desenvolvimento e promoção do desporto que amo”, afirmou o esloveno, que elogiou o futebol feminino como tendo “um futuro brilhante”.

Read More

IBM

Temas

2011 2011/12 2012 2012/13 2013 2013/14 2014/15 2015/16 2016/17 2017/18 2ª Divisão A Bola A Magia do Futebol AC Milan Academia Seixal Académica Adeptos Agenda Aguero Aimar Ajax Alemanha Alex Ferguson Alex Sandro Amigável análise tática Andebol Anderson Talisca André Gomes André Silva Andrea Pirlo Angola Aniversário Antevisão António Salvador Anzhi Apagão Apito Dourado arbitragem árbitro Argentina Arouca Arsenal Artur Artur Soares Dias AS Roma Atlético Madrid Atletismo auto-golo Balotelli Barcelona Basquetebol Bayer Leverkusen Bayern Munique Beckenbauer Beira-Mar Belenenses Benfica Benfica B Benfica Campeão Benfica TV Bernardo Sassetti bilhetes Blatter Blogs Blogs Benfica Blogs Futebol Boavista Boca Juniores Bola de Ouro Bolt Borussia Dortmund Bota de Ouro Boxing Day Braga Brasil Brasileirão Bruno Alves Bruno César Bruno de Carvalho Bruno Paixão Buffon Bundesliga C. Ronaldo Calendário Campeão Campeonato Alemão Campeonato Argentino Campeonato Brasileiro Campeonato da Europa Campeonato da Europa 2016 Campeonato do Mundo Campeonato do Mundo de Clubes Campeonato Escocês Campeonato Espanhol Campeonato Holandês Campeonato Italiano Campeonato Maicon Campeonato Nacional campeonatos europeus CAN Canoagem Capdevilla Cardinal Cardozo Carlo Ancelotti Carlos Martins Casagrande Casillas Caso vouchers Cavani Cech Celtic Glasgow Chalana Champions Chelsea Chicotada Ciclismo clássico Coluna Conselho de Arbitragem Conselho de Disciplina contas título contrato Copa do Mundo 2014 Copa dos Libertadores Corinthians corrupção Cosme Damião CR7 Cristiano Ronaldo crónica futebol D. Kiev David Beckham David Luiz Defeso Del Piero derby Derby della Madonnina Desportivo de Chaves Desporto Di Maria Di Matteo Diego Costa Direitos TV Djuricic Domingos Doping Doyen Sports Drogba Éder Ederson El Pibe Eleições Eliseu Emerson Enke Enzo Pérez Equipa Equipas B Eredivisie escândalo Escutas Espanha Estádio da Luz Estádio de Alvalade Estádio do Jamor Estádio Dragão Estatísticas Estoril Estrelas do Futebol Euro 2004 Euro 2012 Euro 2016 Eusébio Eusébio Cup Everton FA Cup Fábio Coentrão Fair Play Fair Play financeiro Falcao FC Porto FCP Federação Portuguesa Futebol Fédération Internationale de Football Association Fehér Fernando Gomes Fernando Pimenta e Emanuel Silva Fernando Santos Fernando Torres FIFA Final Final Euro 2016 Final Liga dos Campeões Final Liga Europa 2012/13 Final Liga Europa 2013/14 finanças Fintas Flamengo Fluminense Football Leaks FPF França França 2016 Funny Football Fura-Redes Futebol Internacional Futebol Mundial Futebol Nacional Gaitán Galatasaray Garay Gareth Bale Gianni Infantino Giggs Gil Vicente Glorioso SLB Golden Boy Golo de Bicicleta Golo de Calcanhar Golo de Livre golo do ano Golo do Dia Golo Fantasma Gonçalo Guedes Grimaldo Guarda-Redes Guardiola Gyan Hat-Trick História Holanda Hóquei em Patins Hulk Ibrahimovic IFFHS Inferno da Luz Inglaterra Iniesta Inter International Board Itália Jackson Martínez James Rodríguez Jardel Jardel (33) Javi Garcia Jimmy Hagan JJ JO Joaquim Oliveira jogadores Benfica Jogos Olímpicos Johan Cruyff John Terry Jonas Jorge Jesus Jorge Mendes Jorge Sousa Jornal Jornal Record José Gomes José Mourinho José Pratas jovem promessa Júlio César juniores Jupp Heynckes Juventus Kaká Kardec Kelvin Klose Kompany La Liga Lampard Lazio Lázio Lebron James Leicester Leis do Futebol Léo Leonardo Jardim lesões Lewandowski LFV liga Liga BBVA Liga da Verdade Liga das Nações Liga dos Campeões Liga Europa Liga Inglesa Liga Nos 2014/15 Liga Nos 2015/16 Liga Nos 2016/17 Liga Nos 2017/18 Liga Orangina Liga Portuguesa Liga Portuguesa Futebol Profissional Liga Zon Sagres Liga Zon Sagres 2012/13 Liga Zon Sagres 2013/14 Ligue 1 Lima Lindelof Lionel Messi Lisandro López Liverpool Ljubomir Fejsa Londres 2012 Lopetegui LPFP Luís Figo Luís Filipe Vieira Luisão Maicon Man. City Man. United Manchester City Manchester United Mantorras Manuel Fernandes Maracanã Maradona Mário Wilson Marítimo Markovic Matic Maxi Maxi Pereira Medalheiro Melgarejo melhor marcador melhores golos 2013 melhores golos 2014 melhores golos 2015 melhores golos 2016 Mercado Mesquita Alves Messi Mexes México Miccoli Michael Jordan Mitroglou Modalidades Moreirense Mourinho Moutinho Mundial 2014 Mundial 2018 Mundial Clubes Museu Cosme Damião Nacional Nani Nápoles NBA Nélson Oliveira Newcastle Neymar Nike nº 10 No Name Boys Nolito novo contrato Nuno Espírito Santo Nuno Gomes O. Lyon Oblak Ola John Olegário Benquerença Olhanense Olheiro Olivedesportos Os três grandes Ozil Paços de Ferreira Pantera Negra Paolo Maldini Parceiros Paulo Bento Paulo Fonseca Pedro Proença Penafiel penalty Pepe Petardos Petit Phelps Ping Pong Pinto da Costa Pizzi PJ Platini Polvo Portugal Portugal Campeão 2016 Postiga pré-época Premier League Prémio Puskas PSG PSV Ramires Raúl González Raúl Meireles Real Madrid Recordes Red Pass Reforços Regulamentos 72 horas Rei Eusébio relatório contas Renato Sanches Ribery Rio Ave Riquelme River Plate Robben Roberto Carlos Rodrigo Rodrigo Mora Rojo Ronaldinho Ronaldinho Gaúcho Ronaldo Ronaldo vs Messi Rooney Rúben Amorim Rui Costa Rui Vitória Rússia SAD Salvio Samaris Saviola SCB Scholes Scolari SCP Seferovic Selecção Sérgio Conceição Sergio Ramos Serie A Sevilha Shevchenko Simão Sabrosa Sistema SL Benfica SLB Slimani sorteio Sport Lisboa e Benfica Sport tv Sporting Steven Gerrard Suárez sub-20 Suécia Suiça Sulejmani Super Maxi Supertaça Taça da Liga Taça da Liga Inglesa Taça das Confederações Taça das Nações Africanas Taça de Portugal Taça do Rei Tecnologia Golo Ténis Tévez Tondela Toni Top 10 Torneio Toulon Tottenham Totti tragédia futebol Transferências Treino Triplete Twitter U. Leiria UEFA UEFA Champions League União da Madeira Urreta V. Guimarães V. Setúbal Valdés Valência Valentim Loureiro Van Persie vídeo-árbitro Vídeos/Golos Villas-Boas Vitor Baia Vítor Pereira Walcott Wesley Sneijder Witsel Xavi Xistra Zenit S. Petersburgo Zidane